sexta-feira, 11 de julho de 2014

A Derrota Brasileira




Eu já fui uma torcedora muito empolgada. Eu me caracterizei praticamente durante todas as copas às quais assisti até aqui. Vesti a camisa verde e amarela com toda a vontade. Assisti aos jogos muito empolgada e até arriscava comentários. Nas duas vezes em que eu assisti ao Brasil ser campeão, puxa foi uma emoção indescritível! Eu fiquei tão feliz que me senti culpada pela tristeza dos derrotados. Mas como assisti apenas a duas vitórias e a muitas derrotas, fui aprendendo a trabalhar essa possibilidade, e foi com a derrota do Brasil em 2010 na Copa da África, que resolvi não sofrer mais com outra possível derrota. Eu fiquei tão mal com o fato de o Brasil perder novamente que não gostava de ouvir as músicas relacionadas à Copa, por isso durante esta copa comentei que não se deve sobrepor futebol às questões que prevalecem sobre isso. Porque ao longo da vida, aprendi que devemos controlar os sentimentos diante de situações assim. Até mesmo porque não é nada saudável nem construtivo esse tipo de sofrimento de forma exacerbada por algo que não nos é vital, nem primordial. Estamos em ano político e devemos nos centrar nisso e tentar fazer a nossa parte a fim de ajudarmos a melhorar o nosso país, que é sim o país do futebol, já que isso faz parte de nossa história, mas é também (e sobre isso digo infelizmente) o país da corrupção. Vamos focar agora na reeleição e tentar virar esse jogo em nome de todos os brasileiros honestos e trabalhadores. Foi uma pena perdermos a Copa sim e me solidarizo com todos os brasileiros que, como eu nos anos anteriores, estão sofrendo muito hoje com essa derrota, mas vamos lá, "bola para frente", amigos, a vida continua.

Nenhum comentário: