domingo, 13 de abril de 2014

O Mar

O mar é um grande tapete
Agitado ao vento.
O mar marulha e eu tento
Encher de conchas a rede,

Mas quase nada apanho.
O mar é um rio colossal
Com águas cheias de sal,
Que servem de sais de banho.

Eu ando e o mar me segue.
Seguir o mar não consigo.
Salto para que ele não me pegue,
Mas suas ondas eu persigo.

O mar é bravo e me arrasta.
Eu caio e rolo na areia.
Correr na praia não basta.
Quero sentir-me sereia.


O mar é belo e me consola.

Eu sento e o admiro.
O mar para mim cantarola.
Eu o escuto e suspiro.

O mar nunca vai embora.

Suas ondas vão e vêm.
O mar a praia namora.
A praia o namora também.

Nenhum comentário: