domingo, 2 de março de 2014

Renascer


Acordei da morte, enfim.
Acordei e me pus erguida.
Da morte fiz-me esquecida.
Revivi após o meu fim.

Retomei o curso esquiva,
Andando atenta a tudo.
Assaz vigilante, contudo
Muito leve e mais altiva.

Morrer em vida é preciso.
Morrer para se manter viva.
Morrer é um fato incisivo,

Para a renovação da vida.
Para que se troque a pele
Por pétala que a divisa.

Nenhum comentário: