sexta-feira, 7 de março de 2014

Regresso

Um suspiro profundo
E...
Regresso.
Minha mente retorna.
Retoma essências.
E torna tudo tão presente!
Cheiros, superfícies, aparências...
Minha alma fica morna.
Um lume a invade.
Um súbito esplendor,
Que em mim não cabe.
Regresso novamente.
Agora, para o hoje.
O ontem, minha mente
Guarda como uma arca,
Um baú precioso,
Que nada, nem ninguém abarca.

Nenhum comentário: