domingo, 2 de março de 2014

Por Enquanto...


Quero lhe jogar no lixo,

Assim meio a capricho.
Quero lhe apagar
De vez e para sempre.
Quero que você suma
Duma vez,
Meio de repente,
 Enquanto conto até três.
Melhor ainda,
Enquanto a gota pinga.
Enquanto dou uma piscada,
Desço um degrau de escada...
Enquanto pisco outra vez.
Mas, enquanto isso não acontecer,
Você não poderá me esquecer
Quero lhe esquecer primeiro, 
Nem que isso dure pra sempre.
Nem que demore o tempo inteiro,
Enquanto passa janeiro
E todos os meses,
Até chegar dezembro.
Então, neste me lembro, não me lembro
Eu lhe esqueço algumas vezes 
E noutras, eu lhe relembro.

Nenhum comentário: