domingo, 2 de março de 2014

Meu Motivo (Parafraseando Cecília)



Eu canto, porque não estou triste

E a minha alma é de poeta.
Entre o alegre e o triste
Fico quieta.
Vivo tranquila os meus dias,
Quer sejam de gozo ou de tormento.
Caminho pelos dias
Ao vento.
Se entristeço, desmorono,
Mas depois me recupero
E sei bem o que quero.
Depois do meu abalo,
Mesmo chorando eu me calo.
Meu choro é mudo.
Sorrio. Sorrir é tudo.
O sorriso deixa a alma bem lavada
Para a seguir caminhada.

Nenhum comentário: