domingo, 2 de março de 2014

Mania de Pensar


Tinha uma mania de pensar.

De pensar em tudo, sem freio.
Pensava no porquê de se pensar.
Pensava na hora de estudar.
Pensava até na hora do recreio.
Pensava simplesmente em pensar.
Pensava em tudo que viesse à frente.
E, com essa esquisitice, 
Pensava em tanta tolice,
Que até cansava a mente.
Pensava em parar de pensar,
Mas isso não era frequente,
Porque só de nisso pensar,
Ficava um pouco doente.
Então seguia pensando
Pensando "aqui"  e  "acolá".
Pensava muito seriamente.
Pensava só por pensar.
E, pensando constantemente,
Foi que aprendeu a voar.

Nenhum comentário: