sexta-feira, 7 de março de 2014

Face(ta)s Femininas ("Duo" de Suely Andrade com Radyr Gonçalves)

Há tantas facetas no mundo
Das quais as mulheres se revestem:
Inês morta-viva, angustiada...
Ema e sua rebeldia sem causa;
Seu maior problema.
Julieta e seu amor-tema;
Drama incomensurável,
Fim trágico; lastimável!
Eterno dilema...
Penélope e sua odisseia
Para driblar pretendentes.
Astuta;
Planos veementes.
Macabeia,
Órfã alienada.
Marguerite Gautier,
Cortesã passional e inteligente:
Amor impossível.
Ana Terra e o Tempo;
Ligação forte com o vento;
Acontecimentos importantes.
Capitu e seus olhos de ressaca...
As nuvens do fim do mundo de Ellen G. White;
O caldeirão visceral de Madame Françoise Anténais;
A promiscuidade da condessa Barbara Villiers;
A pena santa de Isabel;
A guerra estampada na nudez de Kim Phuc;
A caridade jardinada na face de Tereza;
O seio santo de Clara;
A curiosidade de Eva;
Maria, luz entre as trevas.
A voracidade de Olga Benário;
As trilhas nas curvas de Godiva;
O olhar fantasmagórico de
Sharbat Gula.
A anônima que faz o café,
A tecelã que sofre por amor.
São facetas de deusas terrenas,
personagens reais ou idealizadas,
Sob luzes, telas, poemas,
Em meio a tantos dilemas
Umas amadas; outras tão hostilizadas...

Um comentário:

J Ribas disse...

Trabalho primoroso que reconstitui as faces multifacetadas de um ser que se resume em uma palavra: Mulher! Parabéns pelo seu dia, continua a encantar o mundo com seus versos! Abraços, Seu amigo, J. Ribas.