domingo, 2 de março de 2014

No Fim do Arco-Íris


É grande a expectativa de saber se no fim do arco-íris tem mesmo um pote de ouro.

É angustiante não saber de que se trata esse tesouro...
Seria tão bom se em vez de sete cores somente,
Houvesse um carrossel de cores à nossa frente.
Se não houvesse apenas vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, Anil e violeta.
Se os tons e nuances dessas cores se entrelaçassem numa grande trança aérea, como uma borboleta.
Se houvesse como chegar ao fim de tal curva,
Para reanimar nossa visão, muitas vezes, tão turva.
Seria especial, se em vez do áureo amarelo,
Houvesse um pote com a doçura do caramelo.
Se o cinza da vida fosse tingido de magenta,
Pois a cor vibrante a tristeza sempre afugenta.
Se tudo isso fosse possível,
Quem iria querer tesouro mais incrível?
Quem lembraria que no fim do arco-íris tem algo de valor?
Se acima de suas cabeças houvesse um vasto manto cheio de luz e de cor?

Nenhum comentário: