domingo, 2 de março de 2014

A música que me tocou.


A música tocou.

(...)
Era marcante.
Então eu bailei
Saltitante,
Porque a música me tocou.
Depois, soou bem vibrante,
Alternando a nhaneza,
Das notas
Com outras mais veementes.
A música tocou descompassada.


Virou cantiga de roda.

Sua letra foi demudada.
As palavras...
Tornaram-se gaivotas.
A ciranda cirandou
As notas numa vitrola.
Então um pedaço da história
Alguém esqueceu; não contou.
E a música, fremente,
Foi parando...
Plangente!
E estagnou!

Nenhum comentário: