domingo, 29 de setembro de 2013

Stand By


Ah, eu cedi ao destino!
Esquecer é a palavra.
Nesta guerra que se trava
Entre loucura e tino.

Entre tino e loucura,
Há uma linha bem frágil.
Antes fuga do que cura!
Tem-se que ser muito ágil.

Tem-se que ser bem esperto,
Para não enlouquecer.
Antes fugir do incerto,
Que de loucura sofrer.

Melhor ter muita cautela,
Ao gerir loucura e senso.
Ter dos dois uma parcela,
Na busca do que é pretenso.

Por isso vivo alerta
Um pé fica outro vai
Entre procura e oferta,
Ligo o "stand by".

Nenhum comentário: