domingo, 29 de setembro de 2013

Inês ( A Inês de Castro- Os Lusíadas- canto III estrofes 118 a 135


A sua bela companhia
Quis ter num destino comprido.
E, sem muita autonomia,
Segui os rastros do Cupido.

Sob a égide  moral
Havia um campo minado.
Com argumento banal,
O seu fim foi determinado.

Voltei duma grande vitória,
Fausto à terra lusitana.
Mas o que ficou na História,
Foi a conclusão tirana.

Os verdugos incontroláveis
Cumpriram as ordens inválidas.
Então com os seus golpes ágeis,
Tornaram-te as faces pálidas.

Restou-me um único consolo
Em nome d’alma que foi minha,
Buscando reparar o dolo,
Mesmo morta, fiz-te rainha.

Nenhum comentário: