sábado, 10 de agosto de 2013

Rumo


Ao vento a roupa era bandeira;
O norte era só poeira.
Liberdade e confusão
Compunham sua visão
do mundo.
E tudo tão profundo,
Que dava cansaço!
E ela dormiu,
Quieta,
No regaço
do seu pensamento .
E a Lua
Do céu, a contento,
lhe acolhia no meio da rua.

Nenhum comentário: