quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Mãos


São asas
As  nossas mãos.
Asas de grande envergadura,
Que por entre os vãos
Buscam a fechadura
E encontram os trilhos.
Mãos são andarilhos
A quem os pés seguem a direção.
Mãos são pontes moventes e  mirantes,
Que unem o agora ao antes
E aos dias que virão.

Nenhum comentário: