quarta-feira, 24 de julho de 2013

Nostalgia







Como uma onda;
Uma grande maré;
Uma intrusa sombra.
Como o vento norte
Ou um temporal,
Que varre nossa sorte
Para outro portal.
Ou como um moinho de cata-vento.
Será assim o nosso pensamento
Por não termos querido da vida
O que ela nos dera a contento.
Será uma tempestade de nostalgia
Reviver na lembrança a magia
Do que não volta no tempo.
Algo que chegará tarde.
Naquele momento
Em que não temos mais idade.

Nenhum comentário: