quinta-feira, 11 de julho de 2013

Legítimo Passeio


Eu quero caminhar
Com pegadas amenas
Como as de um passeio.
Como um voo plácido,
Um oportuno esteio
Para o que for ácido.
Caminhar apenas...
Sem pensar em sair do lugar
Nem em voltar.
Eu quero degustar
Cada passada
Como faz em seu bater de asas
Toda a passarada.
Quero passar por buracos  profundos
Como se fossem poças rasas.
Quero ganhar o mundo
Sofregamente
E, ao mesmo tempo,
Num ritmo
Que não se sente.
Singular e Legítimo
Como é o ato de andarilhar
Pela mente.

Nenhum comentário: