sábado, 13 de julho de 2013

Encanto Quebrado


Quando tudo perde a graça

E o entusiasmo vai embora,
Você nota que tudo se foi
Naquela hora.
Você vê
Que nada passou de magia;
Mera invenção;
Pura poesia;
Idealização passageira.
Quando então cai por terra
Sua visão, antes tão verdadeira,
E se esvai pelo chão
Como água em peneira.
Como espuma de sabão
Que desaparece;
Como queda d’água em cachoeira
Como algo que murcha, não cresce.

Nenhum comentário: