quarta-feira, 24 de julho de 2013

Borboleta Eu Queria Ser






Borboleta eu queria ser.
Ainda crisálida,
Para ficar quietinha
Naquela paz tão cálida,
E dela me aquecer.
Queria borboleta ser,
Para ficar
No aconchego
Do casulo,
Sem nenhum apego
Com o mundo,
Durante um bom tempo.
Para num belo dia,
Como num pulo,
Acordar do sono profundo;
Voar
E esquecer meu processo lento
De me formar
Para ser alada,
Como uma bela fada,
E, enfim, fortalecida,
Seguir voando
Pela nova vida,
Pois moro neste lindo planeta.
E, sendo borboleta,
Voo, não ando.

Nenhum comentário: