sexta-feira, 7 de junho de 2013

(Su)portando a dor


Meu coração é portador
De uma dor intensa,
Mas dizem que isso não é doença.
Essa dor não me sai;
Não sei como meu coração aguenta.
Eu resfolego; suspiro e a dor
Cada vez mais entra.
O ar se vai;
Meu coração se aperta;
Parece que se esvai.
Eu vivo em estado de alerta!
Dói se subo a escada.
Dói se fico deitada.
Tomar remédio não dá em nada!
Não sei se ando ou se fico parada...
Meu coração, às vezes, parece não funcionar;
Noutras, sai em disparada.
Parece pulsar;
Não pulsar...
Oh, síndrome malvada;
Ventrículo com defeito!
Estou malfadada
A sofrer seu efeito.

Nenhum comentário: