segunda-feira, 15 de abril de 2013

Outro norte



Eu queria que você me enlaçasse;
Que seu abraço me envolvesse;
Que me protegesse.
Que seu coração não se enrijecesse,
Porque eu sou frágil;
Tão frágil...
Mas você é tão ágil
Em me fazer sofrer,
E, às vezes, para lhe esquecer,
Eu sinto quase como se precisasse morrer...
Quero, então, desorientar este querer que me guia;
Este sentir.
Para ser norteada por outro sentimento,
Que me devolva a contento,
O sentimento da alegria;
O simples ato de sorrir.

Nenhum comentário: