terça-feira, 23 de abril de 2013

Desencontro




Há soma quando lhe encontro;
Quando você está em sintonia comigo.
Mas se há desencontro
Entre a gente,
E você fica ausente,
Não tenho abrigo.
Eu fico só.
Pareço pó
Ao vento.
Eu juro que tento
Ser completa comigo,
Mas sou um perigo
Quando sinto saudade.
Eu, na verdade, me desconheço
E até esqueço
Que o amor
Assim,
Unilateral,
Não é legal.
É perda de tempo...
Que amar você,
É engano, enfim,
Porque amar não deve ser ruim.
E amar assim é, antes, não se amar,
Pois o amor não é clichê.

Nenhum comentário: