terça-feira, 12 de março de 2013

Com os olhos da poesia




A estrada nua.
O chão de capim.
A branca  Lua...
Uma poça.
Uma árvore de manequim.
Folhas num monte.
Uma roça.
Casas distantes...
Uma ponte. 
Seixos brilhantes.
A areia ensopada.
A paisagem toda estampada.
Outra estrada...
Uma borboleta ainda sem asas.
Um rio.
Várzeas.
Cavalos de belas crinas.
Pés de milho.
Flores bailarinas...
Um andarilho.
Um arado.
Um jardim todo amarelo.
O tempo parado...
Num terreiro uma mesa.
Ancinhos, enxadas.
Ali não tem castelo.
Não tem princesa,
Nem príncipe encantado.
Mas parece um conto de fadas.

Nenhum comentário: