sábado, 9 de março de 2013

Meu compromisso com a poesia



Meu compromisso com a poesia

É um compromisso descompromissado.
Que me preenche se estou vazia,
Que me  revigora o espírito cansado.
É como um  refrigério;
Um bálsamo intenso.
Doce mistério!
Alívio instantâneo, imenso;
Que chega numa manifestação efusiva 
De sensações.
Pedacinhos destacados em cheiros e canções...
Coisas, pessoas, acontecimentos...
Em minha mente marcados
E cheios de sentimentos.
De muitos; dos mais variados...
O simples sentir do vento;
O verde das folhas;
Um contratempo;
Bolhas...
Pessoas numa calçada;
Uma queda;
Uma estrada;
Uma pedra;
Uma história modificada.
Tudo vai-se elaborando...
Frases  vão-se moldando...
Todas envoltas em uma magia
Inexplicável.
E a poesia vai tomando conta  de mim,
Numa sensação  morna, tão agradável!
Ela nunca me deixou!
Ela sempre me tocou
A falar do mundo;
Do imaginário, lá bem fundo;
Do real que me marcou;
Do possível;
Do doce, do amargo;
Do banal;
Do incrível...
Daquilo que não quero...
Daquilo que não largo...
Das coisas, enfim.
Meu compromisso com a poesia
É simplesmente assim.

Nenhum comentário: