sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Seus olhos nos meus




Seus olhos
No pôr do sol na palhoça.
No norte; no arrebol.
Nos meus olhos onde fazem troça;
Onde seu olhar some.
Seus olhos; meus olhos...
Olhos nos olhos!

Meu rosto no seu eu encosto.
Eu coro!
No seu olhar há chama;
No meu há trama.
Nas bocas saliva de beijo;
Dócil desejo.
Eu goiabada,
Você queijo...

Meu jeito lhe mostro
Rio!
Enrolo-me no seu abraço.
Não forço,
Mas endosso
Que lhe gosto.
Aposto que você gosta.
Mostra; não mostra!

Não aposte que é tão forte!
De ter meus olhos você tem sorte.
Não, não esmole minha atenção!

Aposte no coração;
Às vezes, ele é o norte!

Nenhum comentário: