sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Captando o sinal



Não veja as coisas assim
De forma tão crua.
Tudo é mistura.
Tudo é misto, misturado, mestiço...
Veja, observe lentamente!
As coisas não têm um só serviço.
Havemos de saber captá-lo
Para não prejulgá-lo.
Atenção!
As palavras suscitam incertezas.
Nem sempre é fluente a sua correnteza.
Às vezes, captamos bem;
Às vezes, captamos mal
O que nos indica o sinal.
O que nos chega; o que nos vem.
Por isso, abra os olhos e escute bem!
Não veja só o que não é ideal,
Nem escute só o que lhe convém.
Seja versátil!    
Amplie sua compreensão portátil!
Não seja intransigente.
Também não diga só amém!

Nenhum comentário: