sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Inevitável




Voltar ao passado é uma viagem fascinante
Retornar a um tempo que nos foi caro
Sensação aprazível, estonteante
Saborear novamente momentos raros.

Cabelos soltos ao vento
Gargalhadas inevitáveis
Companhia dos amigos
Aventuras incontáveis.

Um tempo de muita evasão
Certezas e dúvidas constantes
Muita história e canção
Espírito livre, inquietante.

Passos na escada do tempo
E, pasme, você cresceu!
Que doce e triste lamento

Quem disso se esqueceu?

Nenhum comentário: