domingo, 4 de novembro de 2012

Busca constante





Mesmo que a vida seja às vezes tão triste
Viver é uma experiência impagável
Fomos todos escolhidos para essa incrível viagem.
E assim o tempo para nós existe...
Podemos reclamar e insistir que a vida é sofrimento constante
Que as dores não nos deixam
Que há obstáculos a todo instante.
E a insatisfação é intensa presença.
Em noites de muito frio nos apetece o calor
E nos dias em que o Sol se derrama
                              Imploramos que  nos venha  o frescor.         
Ora, para que fazer da vida tanto dissabor?
Se o bom é que existam as diferenças
Ora a fé ora a falta de crença
O que nos move é a busca eterna.
E fazem-se os passos maiores que as pernas...
Com a procura frequente de um sonho concreto
Mas se logo encontrássemos o pote de ouro
A vida seria tão sem graça, há mais valor no que é secreto.
Se tudo se completasse num passe de mágica
Se as coisas funcionassem tal como idealizamos
Se as linhas dos trens seguissem sempre o mesmo rumo.
Ah, a vida é sempre a conquista de novos prumos!

Nenhum comentário: