terça-feira, 13 de novembro de 2012

Altos e baixos








Quando eu desço a estrada de terra,
A piçarra
Apenas não penso em nada
Sinto-me arrastada
Assim também é a minha vida
Uma caminhada em terreno plano, outra em ladeira
Constantes altos e baixos
À vida toda uma verdadeira luta
Cobranças, pagamentos, permutas...
Em queda como a água de cachoeira
Porém nunca me esborracho por inteira
Pois são todas quedas passageiras.

Nenhum comentário: