sábado, 27 de outubro de 2012

Voo




Alcei voo do topo da montanha
Olhei para tudo o que meus olhos alcançavam lá de cima
Sem me importar com sua face triste
Agora é a minha vez de ser indiferente
Não, não se assombre
Não se espante com minha indiferença
A vida nos Inverteu as posições
Você sabe bem o que se sente  quando se está bem no alto, no topo
E eu sei bem o que é estar no chão
Olhe as águias, me olhe daí
Não se preocupe, não gosto de pisar quem está abaixo de mim
Não pense que vou lhe pisar
Vou desviar de você
Não é mais importante para mim dar a volta por cima
Tenho outros propósitos agora
Não queime de remorso
Curta a sua queda agora
Absorva os nutrientes que o sofrimento pode lhe dar
Tente se levantar da queda um pouco melhor
Esqueça isso tudo
Não lembro mais de nada
Agora estou voando alto
E não olho mais para o chão.

Nenhum comentário: