sábado, 27 de outubro de 2012

Um novo caminho








Dei um pulo maior que as pernas
Agora estou um pouco desmontada
Tentarei trazer-me de volta

Que triste quando se erra sem querer
Quando se toma uma estrada enganosa
Eu tento voltar, mas não vejo o caminho
Há tantas veredas por aqui
Estou perdida
Consumida pelos anseios
Que triste quando se erra sem querer
A culpa me assola a alma
Penso no tempo que não volta
Caminho desorientada
Estou decidida a voltar
Sei que foi tudo um erro
Agora eu me deixo mergulhar no azul da imensidão
Busco o caminho de volta
Estou certa de que quero voltar
Mesmo perdida voltar é acertar um novo caminho
Estou lutando para conseguir
Voltar do erro e acertar mesmo que tenha que criar um caminho
Voltar é acertar.

Nenhum comentário: