sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Um Ninho de Tico-Tico (Zalina Rolim)




Um ninho de tico-tico
Feito de arte e amor
Achei no galho mais rico
Da minha roseira em flor.
Entre as flores encoberto
Ninguém sabe que ele existe
É preciso olhar de perto
Para que a gente o aviste.
É lá no fundo somente
Três ovinhos, nada mais...
E o ninho tão fofo esquenta
Os três ovos tão iguais.
Mas tive muito cuidado
Não toquei com meus dedinhos
Mamãe disse que é sagrado
O ninho dos passarinhos

3 comentários:

Suely Andrade disse...

Esta eu memorizei quando tinha nove anos. Amo!

Anônimo disse...

Eu também memorizei este poema quando criança. Até hoje gosto de recitá-lo.
11 de abril de 2012

Raquel Ordones disse...

ai que saudade que me deu da minha infância...lindo...também tá gravado na mente para sempre